Euphorbia leucocephala | Cabeleira de Velho.


Nome Científico: Euphorbia leucocephala
Nomes Populares: Cabeleira-de-velho, Cabeça-branca, Cabeleireiro-de-velho, Flor-de-criança, Leiteiro, Neve-da-montanha
Família:Euphorbiaceae
Categoria:  Arbustos, tropicais.
Clima: Equatorial, Subtripical, Tropical.
Origem: América Central.
Altura: 1,2a 1,8 metros
Luminosidade: Sol pleno
Ciclo de Vida: Perene



A cabeleira-de-velho é um arbusto semi-lenhoso e lactescente (de seiva leitosa) muito ornamental. Apresenta caule bastante ramificado e de casca  marrom claro a acinzentado. Sua copa é arredondada e compacta e seu porte é pequeno, atingindo de 2 a 3 metros de altura. Suas folhas são elípticas, verdes e decíduas. As inflorescências do tipo umbela, surgem no outono e inverno. Elas são constituídas por pequenas flores brancas em forma de estrela circundadas por brácteas vistosas, de coloração branco-creme.
É uma planta fantástica, de baixa-manutenção, que perde suas folhas no outono-inverno e floresce abundantemente, ficando completamente branca. No paisagismo, ela pode ser valorizada através do plantio isolado, em grupos e até mesmo como cerca viva informal. As podas, quando bem conduzidas, deixam a planta com aspecto ainda mais compacto e bonito. Apesar de arbustiva, a cabeleira-de-velho pode ser conduzida como arvoreta, através de podas de formação. Curiosamente, a iluminação artificial à noite, pode inibir ou atrasar o florescimento da planta. Seu plantio deve ser evitado em áreas de circulação de crianças e animais domésticos pois é tóxica.